Menu

DISCOTERJ

Associação dos Dj's e Vj's no Estado do Rio de Janeiro

CNPJ: 28.009.124/0001-57

Dj de 50 reais, o pior problema da classe

25 JAN 2017
25 de Janeiro de 2017

Nós que não somos DJs de 50 reais, estamos diante de um acontecimento, que mesmo sendo de dar raiva, também tem uma pitada de humor que o torna pitoresco. Refiro-me a um vídeo que está rolando nas redes sociais, cujo tema é um DJ de 50 reais. Entendam por favor que, o roteiro do vídeo foi todo esquematizado para bagunçar um ou quaisquer uns DJs que se enquadrem no protótipo fielmente criado, para diagnosticar as falhas do DJ em questão. (ver vídeo)

 

Porém, destacando que inicialmente o citado vídeo, foi discutido entre alguns presidentes de Sindicato dos  DJs, existente em boa parte do Brasil como EU, representando o Sinbradj-RJ, o Antonio Carlos, o Sindecs- SP, o Julio Reis do Sindj-PR,  Hercules Carvalho do Bahia DJs Clube-SSA e DJ Popo do SindjPE.  Conversamos passo a passo sobre a veiculação do vídeo, que embora tenha viralizado, ainda não chegou ao conhecimento de uma infinidade de DJs, e o que posso garantir é que a carapuça vai sim, caber em muitas cabeças de DJs, mas a maior garantia dá-se por conta da produção, claramente dirigida por quem entende do assunto, tanto é que, em nenhum momento podemos reclamar, porque tem muita riqueza de detalhes, onde a preocupação de todo o processo incluiu o cuidado de não mencionar nome, não pluralizou, colocou o suposto "DJ" bebendo e pulando , festejando o contratinho com um cachê de 50 reais. 


Realmente, esse tal de 50 reais, tem tirado o sono de muitos DJs que, com toda razão não aceitam essa desvalorização, e por mais que contestam, vê crescer mais e mais, o numero de DJs que se sujeitam a essa situação. Existem situações que, por força maior, entram no jogo do dá ou desce, exemplo: Um DJ desempregado, morando com esposa e filhos  na casa da sogra e tendo que ouvir dela, em alto e bom som que, com tantos homens trabalhadores, a filha escolheu casar com um vagabundo, que nem se quer honra o leite dos filhos. Você tem duvida  de  que  50 reais diário, cairia muito bem na vida dos DJs, que aceitarem essa humilhação? Nesses casos devemos entender, como diz o velho ditado: em toda regra há uma exceção, e é muito diferente dos DJs que banalizam e prostituem a profissão, tal qual o personagem devidamente descrito pelos profissionais que elaboraram o vídeo.


A conversa que tivemos sobre todo esse episódio fortaleceu as nossas expectativas, quanto ao modo que devemos defender os nossos amigos DJs, que são fiéis as suas convicções; não aceitam, sob hipótese nenhuma, tocar por vaidade e exibicionismo, que acaba prejudicando toda a classe e conseqüentemente  prostituindo a profissão.


Esse texto,  como todas as publicações que circulam no  site da Discoterj, é dirigido ao público alvo, que são os DJs, portanto  que tudo o que você DJ, ler por aqui, foi muito analisado, antes de passar pela decisão de ser publicado. Andei pesquisando como os DJs que tiveram acesso ao vídeo, procederam e surpreendente gostei de ver que a maioria se divertiu.  As poucas pessoas que não gostaram do vídeo, disseram que se um outro vídeo, semelhante circular na rede, o melhor é não dar muita importância. Só assim tiraremos a chance dos responsáveis, armarem todo esse  circo com intenções de desvalorizar a profissão.


Não creio que esse vídeo  venha prejudicar o que já conquistamos, a nossa profissão de uns anos pra cá evoluiu muito. Enquanto temos DJs que se acomodam com 50 reais, temos um DJ Rodrigo Vieira, trazendo pela segunda vez, o Ultra Brasil, um festival com três dias de pura música e que na sua primeira edição mostrou para o que veio. Sem dúvidas que os DJs de 50 reais não irão acabar de uma hora pra outra, mas é possível saber o quanto esses sujeitos se sentem um "nada" quando vêem as agendas lotadas do DJ Marlboro, DJ Sany Pitbull, DJ Marcelo Meme Mansur, DJ Marcelinho da Lua, DJ Andre Werneck e muitos outros exemplos para citar, porém esses nomes, já é o bastante para eu acreditar, que a minha, a sua, e a nossa profissão é linda e valorizada, só que isso fica a critério de cada um. 

 

By DJ Sandra Gal 
Voltar
Tenha você também a sua rádio