Menu

DISCOTERJ

Associação dos Dj's e Vj's no Estado do Rio de Janeiro

CNPJ: 28.009.124/0001-57

Tirando o médio, o grave e o agudo !

28 DEZ 2017
28 de Dezembro de 2017
Tiago Leifert 

Conforme é do conhecimento de todos, numa recente apresentação em seu programa ZERO 1 transmitido pela REDE GLOBO, o ex-dj, jornalista e apresentador Tiago Leifert vem protagonizando um cenário turbulento no mundo das pistas, não lhe poupando intensas críticas e protestos, em virtude das suas infelizes observações, digamos assim, quanto ao trabalho realizado pelos DJS.

 

Não obstante ao árduo trabalho que desenvolvemos em prol do fortalecimento e da regularização da profissão de DJ, ressaltamos que o teor da matéria somente arranha os alicerces e as pretensões de todos que estão empenhados nessa jornada, cujo tema, com o passar dos anos, sempre abordado de forma exaustiva pela classe, ainda não foi suficiente para demonstrar e conscientizar, de uma forma geral, os diversos segmentos da sociedade, especificamente quanto aos apropriados ingredientes que constituem o correto perfil e a importância crucial de um DJ, bem como as causas relevantes para o bom andamento da profissão.


Como pano de fundo, o cenário do DJ no país vem passando por constantes transformações, principalmente nos adventos tecnológicos dos equipamentos utilizados, e isso está desencadeando diversos questionamentos, muitos dos quais, infelizmente, a nosso ver, sem generalizar, só demonstra o quanto é preciso derrubar vários dogmas, principalmente por parte de pessoas que não possuem o pleno conhecimento e entendimento de uma carreira tão importante no cenário musical, atividade esta, por sinal, que mesmo sofrendo tantas barreiras e preconceitos, tornou-se a base sustentável de várias famílias.

Corroborando o teor das inúmeras postagens de vários DJs experientes, acerca desse episódio, destacando, inclusive, a minuciosa crítica do nosso querido Dj Alex Ray Hunt, em sua página no facebook (vídeo), não podemos deixar de registrar o nosso profundo descontentamento diante das exposições colocadas pelo referido apresentador. Tratando-se, também, de um jornalista, independente dos inúmeros méritos que o cercam, inadmissível entendermos como um tema dessa magnitude não tenha sido previamente estudado e abordado de forma abrangente, sólida e objetiva.

 

No mais, causou-nos surpresa quanto ao seu destaque, no início do quadro, comentando que já foi “um DJ de verdade”. Certamente, tudo nos leva a crer que, ao encerrar as suas tarefas como DJ, lhe faltaram iniciativa e força de vontade para se aprofundar em todos os aspectos e ensinamentos que norteiam e moldam um “DJ de verdade”; Faltou-lhe experiência e, mais do que nunca, o devido amadurecimento.

 

Desde já, importante ressaltar que nos últimos anos os DJs se uniram no fortalecimento da classe, e a título de sugestão, conforme mencionado pelo nosso querido DJ André Werneck, seria de bom tamanho que o Tiago convidasse ao seu programa um DJ, cujo campo de experiência de complexidade na profissão, pudesse explicar os conceitos e verdadeira importância do trabalho de um Dj.

 

Uma pena que essa possível oportunidade esclarecedora não possa ser colocada em prática de imediato, tendo em vista que, segundo informações obtidas, o último programa da temporada ZERO 1-2017, será exibido neste próximo sábado.


Eis, aqui, o nosso registro.

Voltar
Tenha você também a sua rádio